Catequese – palavras do Papa pelo terremoto na Itália

brasão do Papa Francisco

Palavras do Santo Padre antes do terço:

Tinha preparado a catequese de hoje, como em todas as quartas-feiras deste Ano da Misericórdia, sobre o tema da proximidade de Jesus, mas diante da notícia do terremoto que atingiu o centro da Itália, devastando zonas inteiras e deixando mortos e feridos, não posso deixar de manifestar a minha grande dor e a minha proximidade a todas as pessoas presentes nos lugares atingidos pelos tremores, a todas as pessoas que perderam os seus caros e aquelas que ainda se sentem abaladas pelo medo e pelo terror. Escutar ao Prefeito de Amatrice dizer: “A cidade não existe mais”, e saber que entre os mortos há também crianças, realmente me comove muito.

Por isso, quero garantir a todas essas pessoas nos entornos de Accumoli, Amatrice e outras localidades, na Diocese de Rieti e de Ascoli Piceno e em todo o Lácio, na Umbra e nas Marcas, da minha oração e dizer-lhes que estejam certos da carícia e do abraço de toda a Igreja, que neste momento deseja abraçar-vos com o seu amor materno e também do nosso abraço aqui na Praça.

Ao agradecer a todos os voluntários e os agentes da proteção civil que estão socorrendo estas populações, peço-vos que vos unais comigo na oração para que o Senhor Jesus, que sempre se comoveu diante da dor humana, console estes corações aflitos e conceda-lhes a paz pela intercessão da Beata Virgem Maria

Deixemo-nos comover com Jesus.

Assim deixemos para a próxima semana a catequese desta quarta-feira. E vos convido a recitar comigo uma parte do Santo Rosário: os Mistérios dolorosos.

Saudação em língua portuguesa:

Saúdo os peregrinos de língua portuguesa, do Brasil e de Portugal. Queridos amigos, Jesus vos chama a levar aos outros a alegria do Evangelho, que nos ensina que homens e mulheres participam da mesma dignidade, porque somos todos uma só coisa em Cristo Jesus! Que Deus vos abençoe a todos!

Apelo pela Ucrânia

Nessas últimas semanas, os observadores internacionais expressaram preocupação com a piora da situação na Ucrânia oriental. Hoje, enquanto aquela querida naõa celebra a sua festa nacional, que coincide este ano com o 25º aniversário da independência, asseguro a minha oração pela paz e renovo o meu apelo a todas as partes envolvidas e às instâncias internacionais a fim de que reforcem as iniciativas para resolver o conflito, libertar os reféns e responder à emergência humanitária.

Papa aceita renúncia de bispo alemão envolvido em polêmica

Dom Franz-Peter Tebartz-van Elst deixa a diocese de Limburg após polêmica sobre gastos na construção de residência episcopal

Da Redação, com Boletim da Santa Sé

Papa aceita renúncia de bispo alemão envolvido em polêmica

O Papa Francisco aceitou nesta quarta-feira, 26, a renúncia do bispo de Limburg, Alemanha, Dom Franz-Peter Tebartz-van Elst. Em outubro do ano passado, ele foi afastado temporariamente do ministério episcopalapós denúncias de que teria gastado mais de 30 milhões de euros (cerca de 90 milhões de reais) na construção da Sede episcopal de Limburg.

A renúncia do bispo é aceita em conformidade com o Código de Direito Canônico (Can 401, §2), que determina: “Roga-se instantemente ao Bispo diocesano que, em virtude da sua precária
saúde ou outra causa grave, se tenha tornado menos apto para o desempenho do seu ofício, que apresente a renúncia”.

No comunicado divulgado hoje em seu boletim, a Santa Sé explica que a Congregação para os Bispos estudou atentamente um relatório elaborado pela diocese alemã para proceder com as investigações sobre a responsabilidade envolvida na construção do Centro Diocesano “St. Nikolaus”.

“Considerando-se que na Diocese de Limburg chegou-se a determinar uma situação que impede um exercício fecundo do ministério por parte de Dom Franz-Peter Tebartz-van Elst, a Santa Sé aceitou a renúncia apresentada pelo bispo em 20 de outubro de 2013 e nomeou um administrador apostólico sede vacante na pessoa de Dom Manfred Grothe”, informa a nota.

A Santa Sé comunica ainda que Dom Tebartz-van Elst receberá em tempo oportuno um outro encargo.

“O Santo Padre pede ao clero e aos fiéis da diocese de Limburg que queiram acolher as decisões da Santa Sé com docilidade e queiram empenhar-se para reencontrar um clima de caridade e reconciliação”.

Vaticano afasta bispo alemão após denúncias

Papa aceita renúncia de bispo alemão envolvido em polêmica

A Santa Sé informou nesta quarta-feira, 23, que o bispo da diocese de Limburg, na Alemanha, Dom Franz-Peter Tebartz-van Elst, foi temporariamente afastado do ministério episcopal. A diocese será administrada pelo vigário geral, Padre Stadtdekan Wolfgang Rösch.

Segundo denúncias, Dom Franz-Peter teria gastado mais de 30 milhões de euros (cerca de 90 milhões de reais) na construção da Sede episcopal de Limburg.

O comunicado do Vaticano informa também que após a visita do Cardeal Giovanni Lajolo, realizada em setembro passado à Diocese, foi criada uma Comissão para realizar um “profundo exame das questões da construção da Sede Episcopal”.

A Comissão é composta por alguns bispos da Conferência Episcopal da Alemanha. Após analisar detalhadamente o caso, a Comissão informará o Vaticano sobre os gastos da Diocese.

O Comunicado ressalta que o Papa Francisco está acompanhando de perto as averiguações realizadas na Diocese alemã. Na última segunda-feira, 21, Dom Franz-Peter foi recebido pelo pontífice em visita privada no Vaticano.

D E C R E T O DA PENITENCIARIA APOSTÓLICA em ocasião da JMJ Rio 2013

Brasão do Papa

D E C R E T O

DA PENITENCIARIA APOSTÓLICA

com o qual concede-se o dom das Indulgências por ocasião
da XXVIII Jornada Mundial da Juventude
[Rio de Janeiro, 22-29 de julho de 2013]


 SÃO SEBASTIÃO DO RIO DE JANEIRO

DECRETO

Concede-se o dom das Indulgências por ocasião da «XXVIII Jornada Mundial da Juventude», que será celebrada no Rio de Janeiro durante o corrente Ano da Fé.

Santo Padre Francisco, desejando que os jovens, em união com as finalidades espirituais do Ano da Fé, proclamado pelo Papa Bento XVI, possam obter os esperados frutos de santificação através da «XXVIII Jornada Mundial da Juventude», que será celebrada de 22 a 29 do próximo mês de Julho no Rio de Janeiro e que terá por tema: «Ide e fazei discípulos de todos os povos (cf. Mt 28, 19)»,durante a Audiência concedida a 3 de Junho passado ao subscrito Cardeal Peninteciário-Mor, manifestando o coração materno da Igreja, do Tesouro das satisfações de nosso Senhor Jesus Cristo, da Bem-Aventurada Virgem Maria e de todos os Santos, concordou que os jovens e todos os fiéis adequadamente preparados pudessem usufruir do dom das Indulgências como segue:

a. — concede-se a Indulgência plenária, que pode ser obtida uma vez por dia nas habituais condições (confissão sacramental, comunhão eucarística e oração segundo a intenção do Sumo Pontífice) e também aplicadas como sufrágio pelas almas dos fiéis defuntos, para os fiéis verdadeiramente arrependidos e contritos, que com devoção participarem nos ritos sagrados e nos exercícios piedosos que se realizarão no Rio de Janeiro.

Os fiéis legitimamente impedidos, poderão obter a Indulgência plenária contanto que, obedecendo às condições espirituais, sacramentais e de oração habituais, com o propósito de submissão filial ao Romano Pontífice, participem espiritualmente nas funções sagradas nos dias determinados e sigam os mesmos ritos e exercícios piedosos enquanto se realizam, através da televisão ou do rádio ou, sempre com a devoção devida, através dos novos meios de comunicação social;

b. — concede-se a Indulgência parcial aos fiéis, onde quer que se encontrem durante o evento todas as vezes que, com o ânimo contrito, pelo menos elevarem fervorosas orações a Deus, concluindo com a oração oficial da Jornada Mundial da Juventude e invocações devotas à Bem-Aventurada Virgem Maria, Rainha do Brasil, sob o título de «Nossa Senhora da Conceição Aparecida», além dos outros Padroeiros e Intercessores do mesmo evento, a fim de que estimulem os jovens a reforçarem-se na Fé e a levarem uma vida santa.

Depois, a fim de que os fiéis possam participar com mais facilidade destes dons celestes, os sacerdotes, legitimamente aprovados para a escuta das confissões sacramentais, com ânimo pronto e generoso se prestem a recebê-las e proponham aos fiéis orações públicas, pelo bom êxito da «Jornada Mundial da Juventude».

O presente Decreto tem validade para este evento. Não obstante qualquer disposição contrária.

Dado em Roma, na sede da Penitenciaria Apostólica, a 24 de Junho, ano do Senhor de 2013, na solenidade de São João Baptista.

Manuel Card. Monteiro de Castro
Penitenciário-Mor

Mons. Krzysztof Nykiel
Regente

Bento XVI: Um legado da Igreja Católica

cropped-526035_430095110371480_115276145_n.jpg

Amados irmãos e irmãs,o nosso amado Papa Bento XVI,nos deixou um legado importante para nós,queremos manifestar aqui o quanto que o Santo Padre renova em seu coração o caminho de fé e de compreensão no amor que Deus reserva em nós.Fiquei surpreso ao saber da renúncia que ele dizia durante a nomeação dos novos Cardeais da Igreja Católica,ele mesmo dizia: “Amar a Igreja significa ter coragem de fazer opções difíceis”.É difícil segurar a emoção durante a despedida do Sumo Pontífice estamos rezando para que haja um momento em que todos nós somos chamados a viver e experimentar o amor e o dom de Deus em nossas vidas.No seu discurso aos Cardeis no dia de hoje o Papa dizia:“Gostaria de deixar-vos um pensamento simples, que tenho muito no coração: um pensamento sobre a Igreja, sobre o seu ministério, que constitui para todos nós, podemos dizer, a razão e a paixão da vida. Deixo-me ajudar por uma expressão de Romano Guardini, escrita propriamente no ano em que os Padres do Concílio Vaticano II aprovavam a Constituição Lumen Gentium, no seu último livro, com uma dedicação pessoal também para mim; por isso as palavras deste livro são pra mim particularmente queridas.”  (cf.Discurso aos Cardeais na Sala Clementina,28 de fevereiro de 2013).

O momento mais inesperado transforma para cada um de nós o caminho de fé uma resposta em que todos nós somos chamados a darmos um passo definitivo para a Igreja.E com essas poucas Palavras queridos amigos que vamos lembrar do legado de Bento XVI.Obrigado Santo Padre,por ter deixado a todos nós o seu legado por estar dando a nós o seu exemplo de fé e de coragem,possamos então seguir o seu exemplo seguir o caminho dos seus passos,assim amigos e irmãos e irmãs,façamos com que rezemos profundamente para que um novo Papa seja eleito para governar a Igreja de Cristo para que possamos dar a verdadeira conduta ao amor de Deus.

Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo! Para sempre seja louvado!

Joseph Charles D´Almada Batista

Comunidade Fraternidade Pequena Via

Diocese de Campos dos Goytacazes,RJ,28 de fevereiro de 2013